Agrestina

CAPITAL NACIONAL DO CHOCALHO E TERRA DA MAZUCA ----------O primeiro blog de Agrestina ---------- Criado por JOSENILDO SANTOS em 20 de Setembro de 2006

09 outubro 2006

TELEFONES ÚTEIS

Prefeitura - (81) 3744-1103
Sec. de Educação - 3744-1125
Sec. de Saúde - 3744-1122 /1135
Sec. de Obras - 3744-1162
Câmara de Vereadores - 3744-1091
Fórum - 3744-1225
Cartório Eleitoral - 3744-2802
Ministério Público - 3744-1167
Delegacia de Polícia - 3744-1199
5ª Cia. de Polícia Militar - 3744-1267 / 3744-1047 (orelhão)
Conselho Tutelar - 3744-1224
Hospital Amélia Gueiros Leite - 3744-1276 / 3744-1432 (orelhão)
Paróquia de Santo Antônio - 3744-1864
Terminal Rodoviário:
Orelhões - 3744-2165 / 2166 / 1108
Viação Itapemirim - 3744-1206
Banco do Brasil - 3744-1237 /1277
Correios - 3477-1119
Compesa - 3744-1188
Rádio Alternativa FM - 3744-2000
Escola Mun. Leonila Ribeiro - 3744-1228 (orelhão)
Escola Mun. Maria Edelvita - 3744- 1512 (orelhão)
Escola Mun. Sesquicentenário - 3744-1148 (orelhão)
Escola Estadual Profº José Constantino - 3744-1867 / 3744-1204 (orelhão)
Creche Mun. Vovó Maria - 3744-2282 (orelhão)
Núcleo da Criança e do Adolescente - 3744-1031 (orelhão)
Biblioteca Mun. Cônego Adalberto - 3744-2276 (orelhão)
Posto de Saúde 21 de Abril - 3744-2273 (orelhão)
Centro de Saúde Maria Ribeiro - 3744-1464 (orelhão)
Empresa de Pesquisa Agropecuária - 3744-1435

24 setembro 2006

ELEIÇÕES - Resultados de Agrestina para Presidente, Governador, Senador, Deputados, Prefeito e vereador

ELEIÇÕES / 1986
Governador
Miguel Arraes - PMDB - votos: 4.182 (eleito)
José Múcio Monteiro - PFL - votos: 3.311
Senador
Mansueto de Lavor - PMDB - votos: 3.589 (eleito)
Antônio Farias - PMDB - votos: 3.376 (eleito)
Roberto Magalhães - PFL - votos: 3.071
Margarida Cantarelli - PFL - votos: 2.560
Cid Sampaio - PL - votos: 901
Deputado Federal
José Moura - PFL - votos: 1.369 (eleito)
Antônio Geraldo Guedes - PMDB - votos: 849 (não eleito)
Gonzaga Patriota - PMDB - votos: 845 (eleito)
Deputado Estadual
Roosevelt Gonçalves - PFL - votos: 1.265 (não eleito)
João Guilherme de Pontes - PMDB - votos: 931 (não eleito)
Roldão Joaquim dos Santos - PDT - votos: 293 (eleito)
José Antônio Liberato - PFL - votos: 169 (eleito)

ELEIÇÕES / 1988
Prefeito
Sinval Ribeiro Mélo - PFL (eleito)
Cláudio Manuel Damasceno Alves - PMDB
Vereadores (eleitos)
Antônio Alves dos Santos - PMDB
Gedeão Batista de Oliveira - PFL
José Edivaldo da Silva - PMDB
José Givaldo Leite - PFL
José Manoel da Silva - PFL
Josué Mendes da Silva - PFL
Manoel Ferreira do Nascimento - PMDB
Marcus Túlio Cavalcante Tenório - PDT
Paulo Fernando da Silva Lira - PMDB

ELEIÇÕES / 1989
Presidente
Fernando Collor de Mello - PRN - votos: 5.452 (eleito)
Luíz Inácio Lula da Silva - PT - votos: 1.230
Ulysses Guimaraes - PMDB - votos: 570
Leonel Brizola - PDT - votos: 357
Afif Domingos - PL - votos: 127
Mário Covas - PSDB - votos: 115
Roberto Freire - PCB - votos: 103
Enéas Carneiro - PRONA - votos: 61
Aureliano Chaves - PFL - votos: 51
Paulo Maluf - PDS - votos: 44

ELEIÇÕES / 1990
Governador
Joaquim Francisco - PFL - votos: 4.151 (eleito)
Jarbas Vasconcelos - PMDB - votos: 2.552
Senador
Marco Maciel - PFL - votos: 3.267 (eleito)
José Queiroz - PMDB - votos: 2.438
Deputado Federal
Miguel Arraes - PSB - votos: 1.638 (eleito)
Pedro Correia - PFL - votos: 1.574 (eleito)
Tony Gel - PFL - votos: 600 (eleito)
Roberto Magalhães - PFL - votos: 72 (eleito)
José Múcio - PFL - votos: 66 (eleito)
Deputado Estadual
Adolfo José - PRN - votos 1.538 (não eleito)
Eduardo Campos - PSB - votos: 896 (eleito)
André de Paula - PFL - votos: 315 (não eleito)
Paulo Afonso - PFL - votos: 287 (eleito)
Jorge Gomes - PDT - votos: 79 (eleito)
Roldão Joaquim - PDT - votos: 64 (eleito)
Manoel Ramos - PDS - votos: 48 (eleito)
José Antônio Liberato - PFL - votos: 45 (não eleito)

ELEIÇÕES / 1992
Prefeito
Cláudio Manoel Damasceno Alves - PMDB (eleito)
Edileusa de Sousa Ribeiro - PRN
Vereadores (eleitos)
Antônio Alves dos Santos - PMDB
Gedeão Batista de Oliveira - PRN
Humberto Rodrigues da Silva - PMDB
José Edivaldo da Silva - PRN
José Givaldo Leite - PFL
José Manoel da Silva - PRN
Josué Mendes da Silva - PRN
Manoel Ferreira do Nascimento - PMDB
Paulo Fernando da Silva Lira - PMDB

ELEIÇÕES / 1994
Presidente
Fernando Henrique Cardoso - PSDB - votos: 3.882 (eleito)
Luíz Inácio Lula da Silva - PT - votos: 2.390
Governador
Miguel Arraes - PSB - votos: 4.000 (eleito)
Gustavo Krause - PFL - votos: 1.220
Cid Sampaio - PMDB - votos: 936
Senador
Armando Monteiro Filho - PDT - votos: 2.511
Roberto Freire - PPS - votos: 2.288 (eleito)
Carlos Wilson - PMDB - votos: 2,264 (eleito)
Maurílio Ferreira - PSDB - votos: 1.709
Deputado Federal
José Chaves - PSB - votos: 1.985 (eleito)
Roberto Magalhães - PFL - votos: 1.427 (eleito)
Tony Gel - PFL - votos: 854 (eleito)
Ricardo Heráclio - PMN - votos: 782 (suplente)
Eduardo Campos - PSB - votos: 179 (eleito)
Wolney Queiroz - PDT - votos: 118 (eleito)
Fernando Lira - PSB - votos: 115 (eleito)
Deputado Estadual
Laércio Queiroz - PSB - votos: 1.821 (suplente)
Guilherme Uchoa - PMDB - votos: 1.002 (eleito)
Henrique Queiroz - PFL - votos: 591 (eleito por média)
Eduardo Araujo - PFL - votos: 476 (eleito)
Roldão Joaquim - PDT - votos: 433 (eleito)
Tereza Duere - PFL - votos: 209 (eleita por média)
João Lira Neto - PSB - votos: 156 (eleito)
Roberto Liberato - PL - votos: 88 (eleito por média)

ELEIÇÕES / 1996
Prefeito
Antônio Alves dos Santos - PSB (eleito)
Josué Mendes da Silva - PTB
Severino Alves da Silva - PMN
Vereadores (eleitos)
Benito de Sousa Ribeiro - PFL (eleito por média)
João Alves da Silva Neto - PPB
José Edivaldo da Silva - PSB
José Manoel da Silva - PSB
José Pedro da Silva - PTB
Manoel Ferreira do Nascimento - PSB (eleito por média)
Márcio Avelar Pimentel - PSB (eleito por média)
Marcus Túlio Cavalcante Tenório - PTB
Severino José Romão - PSB

ELEIÇÕES / 1998
Presidente
Fernando Henrique Cardoso - PSDB - votos: 5.249 (eleito)
Lula - PT - votos: 1.817
Ciro Gomes - PPS - votos: 331
Enéas - PRONA - votos: 81
Governador
Jarbas Vasconcelos - PMDB - votos: 4.141 (eleito)
Miguel Arraes - PSB - votos: 3.464
Carlos Wilson - PSDB - votos: 296
Senador
José Jorge - PFL - votos: 3.788 (eleito)
Humberto Costa - PT - votos: 2.343
Deputado Federal
Armando Monteiro Neto - PMDB - votos: 2.687 (eleito)
Sérgio Guerra - PSB - votos: 2.286 (eleito)
Eduardo Campos - PSB - votos: 1.017 (eleito)
Tony Gel - PFL - votos: 601 (eleito)
André de Paula - PFL - votos: 72 (eleito)
Deputado Estadual
Guilherme Uchoa - PMDB - votos: 2.453 (eleito)
Jorge Gomes - PSB - votos: 1.694 (eleito)
Tereza Duere - PFL - votos: 866 (eleita por média)
Roberto Liberato - PFL - votos: 177 (eleito)
José Queiroz - PDT - votos: 138 (eleito)

ELEIÇÕES / 2000
Prefeito
Josué Mendes da Silva - PMDB (eleito)
Cláudio Damasceno - PSDB
Vereadores (eleitos)
Maria Edinete Luiz da Silva- PSDB
José Givaldo Leite - PFL
Heleno Rodrigues da Silva - PSL
Maria Jadeílda dos Santos - PMDB
João Alves da Silva Neto - PMDB
Márcio Avelar Pimentel - PFL (eleito por média)
Sargento Paulo Lima - PSDB
Severino José Romão - PSDB
Sheila Maria Dionízio - PL
Francisco Amâncio - PSDB (eleito por média)
José Pedro da Silva

ELEIÇÕES / 2002
Presidente
Lula - PT - votos: 5.628 (eleito)
José Serra - PSDB - votos: 5.404
Governador
Jarbas Vasconcelos - PMDB - votos: 5.270 (eleito)
Humberto Costa - PT - votos: 3.391
Senador
Sérgio Guerra - PSDB - votos: 6.502 (eleito)
Marco Maciel - PFL - votos: 5.020 (eleito)
Dílson Peixoto - PT - votos: 3.110
Carlos Wilson - PTB - votos: 1.838
Deputado Federal
Armando Monteiro Neto - PMDB - votos: 3.542 (eleito)
Otto Glasner - PSDB - votos: 2.311 (suplente)
Paulo Rubem - PT - votos: 12 (eleito)
André de Paula - PFL - votos: 432 (eleito)
Jorge Gomes - PSB - votos: 906 (suplente)
Eduardo Campos - PSB - votos: 408 (eleito)
Deputado Estadual
Guilherme Uchoa - PDT - votos: 3.540 (eleito)
Roberto Liberato - PFL - votos: 2.243 (eleito)
José Queiroz - PDT - votos: 783 (eleito)
Fernando Lupa - PSDB - votos: 600 (eleito)

ELEIÇÕES / 2004
Prefeito
Josué Mendes - PMDB - votos: 6.546 (eleito)
Carmem Miriam Damasceno - PSDB - votos: 6.003
Marciano Filho - PSB - votos: 261
Vereadores (eleitos)
Severino José Romão - PSDB - votos: 606
Sheila Maria Dionízio - PL - votos: 586
José Pedro da Silva - PFL - votos: 548
Marcos Antônio de Oliveira - PL - votos: 511
João Alves da Silva Neto - PMDB - votos: 453
Sinval Feliciano Monteiro - PSDB - votos: 446
Heleno Rodrigues da Silva - PMDB - votos: 428
João José Cardoso - PSDC - votos: 349
Gercino Quinzinho da Silva - PSL - votos: 321

ELEIÇÕES / 2006
Presidente - 1º turno
Lula - PT - votos: 9.453
Geraldo Alkimin - PSDB - votos: 1.666
Heloisa Helena - PSOL - votos: 173
Cristóvam Buarque - PDT - votos: 204
José Maria Eymael - PSDC - votos: 6
Luciano Bivar - PSL - votos: 5
Ana Maria Rangel - PRP - votos: 8
Presidente - 2º turno
Lula - PT - votos:
Geraldo Alkimin - PSDB - votos:
Governador - 1º turno
Mendonça Filho - PFL - votos: 5.589
Eduardo Campos - PSB - votos: 3.026
Humberto Costa - PT - votos: 2.327
Luís Vidal - PSDC - votos: 7
Rivaldo Soares - PSL - votos: ---
Clóvis Correia - PRONA - votos: 51
Kátia Telles - PSTU - votos: 10
Governador - 2º turno
Mendonça Filho - PFL - votos:
Eduardo Campos - PSB - votos:
Senador
Jarbas Vasconcelos - PMDB - votos: 6.622 (eleito)
Jorge Gomes - PSB - votos: 2.156
Luciano Siqueira - PCdoB - votos:1.113
Deputado Federal
Armando Monteiro Neto - PTB - votos: 4.231 (O 1º mais votado no estado)
Roberto Liberato - PFL - votos: 3.414 (suplente)
André de Paula - PFL - votos: 330 (eleito)
Eduardo da Fonte - PP - votos: 305 (eleito)
Carlos Lapa - PSB - votos: 389 (não eleito)
Maurício Rands - PT - votos: 345 (eleito)
Deputado Estadual
Guilherme Uchoa - PDT - votos: 3.666 (O 9º mais votado no estado)
Mirian Lacerda - PFL - votos: 2.933 (A 2ª mais votada no estado)
Coronel Rufino - PFL - votos: 501 (não eleito)
Esmeraldo - PTB - votos: 483 (eleito)
Carla Lapa - PSB - votos: 384 (eleita)
Dílson Peixoto - PT - votos: 242 (eleito)
Fonte:
TRE - PE

23 setembro 2006

De Bebedouro à Agrestina

O final do ano de 1845, foi uma época em que os sertões sentiam os efeitos de tremendas crises, motivadas pelo rigor de uma seca devastadora. Os sertanejos diariamente desciam as dezenas e centenas, para o Agreste e Mata Sul de Pernambuco, atraídos pela fartura da zona canavieira.
Naquela época, existia uma pequena fazenda onde atualmente está localizada a cidade de Agrestina. Atraídos pela límpida água que jorrava expontaneamente de uma certa área do terreno, um pequeno grupo de trabalhadores sertanejos, resolveu dá a nascente uma feição permanente, cavando um grande poço para o abastecimento da população e dos animais, denominando-o de bebedouro.
Como não existia nas proximidades outra fonte de água potável, novos moradores foram se instalando em volta do bebedouro. Surgiram portanto, as primeiras casas de taipa, cobertas de telhas, formando o lugarejo, que começou a progredir, com o nome de Bebedor das Queimadas e posteriormente de Bebedouro, pertencente ao município de Altinho.
Na história de Agrestina, a influência da religião segue paralela`a realização humana. As primeiras famílias que se instalaram, iniciaram a exploração do terreno e encontram uma imagem de Santo Antônio, talhada em madeira, deixada por algum transeunte. O Sr. Miguel Joaquim de Luna Freire, achando que se tratava de um milagre, construiu uma capela (futura Matriz de Santo Antônio), ajudado pelos Srs. Antônio Bezerra de Andrade, Severino Francisco da Silva, Francisco Antônio da Silva e José Januário de Assunssão.
Com o passar dos anos, o Sítio Bebedouro tornou-se um aglomerado de pessoas dispostas a transformá-lo numa vila e posterior em cidade.
- O Distrito de Bebedouro, foi fundado pela Lei Provincial nº 1829 de 28 de junho de 1884 e criado pela Lei Municipal nº 35, pelo Conselho Municipal de Altinho, em 20 de agosto de 1900.
- Bebedouro foi elevado a categoria de vila pela Lei Estadual nº 991, em 1º de junho de 1909.
- Em 1911, Bebedouro é Distrito de Altinho.
- Bebedouro tem sua Emancipação Política, desmenbrando-se do território de Altinho. O Decreto Estadual nº 1931, cria o município em 11 de setembro de 1928.
- A eleição do primeiro prefeito, o Sr. Américo de Oliveira Costa, foi realizada em 15 de novembro de 1928.
- Em 31 de março de 1938, Bebedouro é termo judiciário da Comarca de Caruaru e figura como Distrito Sede.
- As divisas do Município de Bebedouro com Bezerros, São Joaquim do Monte, Cupira e Altinho, foram modificadas pelo Decreto Lei Estadual nº 503 de 19 de junho de 1940, e estabelecida a divisão territorial vigente pelo Decreto Lei Estadual nº 952, em 31 de dezembro de 1943.
- O Municipio de Bebedouro passou a denominar-se Agrestina, permanecendo constituído por um só Distrito, em 31 de dezembro de 1943.
Como filhos ilustres destacamos:
- Elias Libânio da Silva, nascido em 05 de setembro de 1905. Comerciante, vereador chegando a ser presidente da Câmara, Tabelião público de notas, Oficial de registro geral de imóveis, Escrivão do cível, crime júri e ofícios anexos, Prefeito Constitucional de Agrestina por dois mandatos e Deputado Estadual por duas legislaturas. Faleceu em 14 de julho de 1985.
- Desembargador Benildes de Sousa Ribeiro (filho de Elias Libânio), foi Presidente do Tribunal Regional Eleitoral TRE e Presidente do Tribunal de Justiça, chegando a assumir o cargo de Governador em exercício de Pernambuco.
O município está situado na Região Nordeste do Brasil e faz parte do Agreste Central de Pernambuco. Cortado pela BR 104 e pelas PEs 120 e 149, tem como acesso principal a Capital do Estado-Recife, a BR 232, A distância é 154km. Sua população, hoje, é de 21.516 habitantes.
Agrestina é composta por três distritos:
- 1º Sede
- 2º Barra do Chata
- 3º Barra do Jardim
Sua área geográfica é de 198,0 km2, e sua altitude é de 435 metros acima do nível do mar.
Limites:
- Norte: Caruaru e Bezerros
- Sul: Cupira
- Leste: São Joaquim do Monte
- Oeste: Altinho
O clima é semi-árido, com temperatura de 28 graus, variando com a máxima de 35 graus. Apresenta elevadas temperaturas e forte evaporação.
O relevo caracteriza-se por um relevo pouco acidentado com escarpas e vales com formação rochosa.
O solo está constituído de rochas cristalinas de dois tipos: Metamórficas e ígneas. Oferece condições às atividades pastoris, permitindo a plantação de pastagens de alto valor nutritivo, favorecendo a pecuária leiteira.
A vegetação é formada de zonas brejeiras com fruteiras, caatingas hipoxeráfila, capineira e capoeira.
Hidrografia:
- Rio Una: Atravessa o município no sentido Oeste a Leste. Nasce no Sítio barrocas, a 800 metros de altitude. Tem aproximadamente 3000 mil km de curso. Recebe inúmeros afluentes por ambas as margens. É um rio sem perenidade na época do verão. Banha os municípios de Caetés, Capoeira, Sã Bento do Una, Cachoeirinha, Altinho, Agrestina, Catende, Palmares, Água Preta, Barreiros e São José da Coroa Grande.
- Rio Mentirosos: Nasce na serra das Vertentes- município de Caruaru, nas divisas com Agrestina. Banha as localidades rurais de Serra do Jardim, Barra do Jardim, Sapucaia, Exú, Várzea do Capim, cidade de Agrestina e desemboca no Rio Una, na Vila de Barra do Chata. Tem 20km de curso.
- Rio Chata: Nasce no município de Altinho e desemboca no Rio Una, na Vila de Barra do Chata.
- Riachão: Nasce nas divisas de Agrestina com Bezerros e deságua no Rio Una na localidade de Barra do Riachão, que serve para marcar a divisa dos municípios de Agrestina com São Joaquim do Monte. Tem 30km de curso.
- Riacho do Peixe: Nasce na Serra do Jardim nas divisas de Agrestina com Caruaru. Deságua no Rio Mentirosos, no Sítio Exu.
Principais atividades econômicas:
- Agricultura
- Pecuária
- Avicultura
- Textil
- Comércio
Cultura temporária: milho, feijão, batata doce, inhame, algodão, mamona e mandioca.
Cultura Permanente: abacate, banana, café, caju, laranja, coco-da-baia, manga, tangerina.
Comunicação:
- Rádio Comunitária-Alternativa FM 104,9
- Antena parabólica comunitária que recebe via-satélite os sinais das emissoras locais de televisão: TV Asa Branca ( Rede Globo), TV Jornal (SBT), TV Tribuna (Rede Record) e Rede Bandeirantes (São Paulo). O sistema abrange um raio aproximadamente de 10 a 20 km.
- Telefonia móvel - TIM cobertura gsm
- Telefonia fixa
Fonte:
Prefeitura de Agrestina

Bandeira

Por ocasião do Cinquentenário da Emancipação Política de Agrestina, em 11 de setembro de 1980, a Prefeitura Municipal, no governo do prefeito Sinval Ribeiro, promoveu um concurso com os alunos das escolas da cidade, para a escolha da bandeira do município. O vencedor foi Nicodemos José Torres (Tata da compesa), aluno da 7ª série da Escola Estadual Profº José Constantino.
Foi escolhida por sua originalidade. A faixa representa a firmeza e a integridade do povo agrestinense. O poço é o símbolo da nossa origem e as estrelas os nossos distritos. O branco significa a paz, a firmeza e a integridade. O azul a formosura e a lealdade.

Hino - Agrestina o meu universo

Antes do Hino, Agrestina o meu universo de autoria de José Ferreira da Silva (Zé Caroba), um outro foi escrito em agosto de 1985, pelo professor, advogado e jornalista Amaro Matias da cidade de Caruaru. O hino não foi aprovado. Em 27 de junho de 1996 o agrestinense Zé Caroba compôs o hino atual, sendo aprovado pela Câmara de Vereadores, no mesmpo ano.
Agrestina o meu universo
I
Agrestina, o teu céu cor de anil
O teu sol, tuas noites e o luar
O teu povo pacato e gentil
És a terra de quem sabe amar.
Tu nascestes de um poço que havia
Bebedouro começaram a chamar
Na trajetória surgiu Agrestina - bis
Essa história é lindo contar.
II
Os sertanejos no período da seca
Migravam prá zona suleira
Passavam aqui, matavam a sede
O ponto de apoio era a nossa ribeira
Foi daí encontrada uma imagem
Disseram os católicos o milagres surgiu
Se fez padroeiro da nossa Agrestina - bis
Um santo querido do noso Brasil.
III
O teu clima úmido e quente
De vakes abertos na zona central
As tuas campinas envolvem a gente
Meu berço querido, minha terra natal
Nem por milhões me afasto de ti
Se me ausento me ponho a chorar
Quem se afasta de ti Agrestina - bis
Vive sonhando um dia voltar
IV
A tarde na tua pracinha
A orquestra das aves compõe o coral
Agrestina tu és toda minha
No meu universo não vi coisa igual
Azul e branco é a tua bandeira
O poço é o símbolo do nosso lugar
A santa Desterro é a padroeira - bis
Contamos com ela em todo lugar.

Homenagem ao ex-prefeito Sinval Ribeiro


De autoria do vereador José Pedro da Silva (Zito da Barra), o prédio sede do Poder Executivo de Agrestina, foi denominado de Palácio Municipal Prefeito Sinval Ribeiro, de acordo com a Lei Municipal nº 1003/2004, sancionada pelo Prefeito Josué Mendes. A homenagem ao ex-prefeito Sinval Ribeiro, aconteceu no dia 11 de setembro de 2006, quando do 78º Aniversário de Emancipação Política do Município.
Sinval Ribeiro Mélo, nasceu em Agrestina em 27 de dezembro de 1924. Filho de Maria Ribeiro Mélo e Manuel Martins de Mélo, Sinval tinha o segundo grau completo e foi tabelião e escrivão do 1º e 2º ofício e seus anexos dos municípios de Agrestina e São Joaquim do Monte. Também foi secretário de administração dos prefeitos Olímpio Pontes, Sebastião Grande e Benito Ribeiro (seu primo).
Foi eleito prefeito de Agrestina por dois mandatos: o primeiro de 1977 à 1982 e o segundo de 1989 à 1992. Dentre suas obras, destacamos a Praça Padre Cícero e o Hospital Amélia Gueiros Leite.
Em 2001, como suplente de vereador tomou posse na Câmara de Agrestina, na vaga deixada pelo Vereador José Givaldo Leite, que a convite do prefeito Josué Mendes, assumiu o cargo de Secretário de Obras. Sinval Ribeiro foi membro das Comições Técnicas da Câmara, e ficou no mandato até maio de 2004. Faleceu em Caruaru, onde também residia, no dia 04 de novembro de 2004, aos 79 anos.

Poder Executivo

Palácio Municipal Prefeito Sinval Ribeiro
Rua Cap. Manoel Matulino, 21
Tel/fax: (81) 3744-1103
E-mail: pmagrestina@terra.com.br
Prefeito
Josué Mendes da Silva
Vice-Prefeito
Antônio Alves dos Santos
Secretário Administração
Josenildo Santos
Secretário Finanças
Fabiano F. Sobral
Secretáriode Saúde
Roberval Maciel
Secretário de Ação e Desenvolvimento Social
Marcio Avelar Pimentel
Secretária de Educação
Zélia Albuquerque
Secretário de Agricultura e Abastecimento
Ademir José Alves
Secretário de Obras e Urbanismo
Adroaldo Ernani R Andrade
Gerente de Cidade
Mª das Graças Mendes da Silva
Procurador Geral
Bel. Gilvan Florêncio
Procuradora Municipal
Bela. Maria Edjane Nilo
Controladora Municipal
Maria Lúcia Vieira
Tesoureira
Maria Edilene Marinho
Chefe de Gabinete
Maria Salomé de Moraes
Consultor Jurídico
Bel. Bartolomeu Mendonça
Assessores Jurídicos
Bela. Claudia Miriam
Bel. Aniceto Oliveira

Poder Legislativo

Casa Agrício Brasil
Rua Marechal Deodoro, 161
Tel. (81) 3744-2345
Vereadores:
Heleno Rodrigues da Silva - Presidente
Sheila Maria Dionízio - Vice-presidente
Marcos Antônio de Oliveira - 1º Secretário
Sinval Feliciano Monteiro - 2º Secretário
José Pedro da Silva
João Alves da Silva Neto
Gercino Alves Quinzinho
João José Cardoso
Severino José Romão

Poder Judiciário

Fórum Deputado Elias Libânio
Juíza: Bela. Anne de Sena Lins
Rua Marechal Rondon s/n
Tel. (81) 3744-1225 /3744-2802

22 setembro 2006

A arte dá som e vida à Agrestina

Agrestina vem se destacando no cenário cultural do Agreste pernambucano, pela valorização das artes populares através do Programa Cultura Viva. O objetivo é resgatar a cultura regional e incentivar os novos valores.
O programa oferece à população, acesso ao lazer sócio-cultural, contribuindo assim, para a melhoria da qualidade de vida no município.
Além das batidas dos pés para a mazuca e dos ritmos entoados pelos instrumentos da banda sinfônica, Agrestina tem um rico acervo cultural que reúne grupos folclóricos, musicais, teatrais, festas religiosas, cívicas, cavalgadas, vaquejadas e muitos outros eventos que proporcionam à comunidade a integração com sua própria identidade e com os municípios vizinhos.
A cidade é conhecida como a Capital Nacional do Chocalho - título dado pela pelo programa Globo Rural da TV Globo. O chocalho é um sino utilizado a princípio para a localização dos animais em pastoreio. Hoje o objeto também é usado como peça de decoração.
Arte secular passada de pai para filho, o produto é a base da economia da Vila de Santa Teresa. Lá aproximadamente 14 famílias vivem da produção e venda desse artesanato.
O município vem nos últimos anos, atraindo cada vez mais,um número maior de visitantes durante as festas juninas. O tema São João é bom na roça, visa exatamente divulgar o velho e bom arrata-pé, autêntica dança da tradição nordestina.
Visite também

Devoção à Nossa Senhora do Desterro

A Festa de Nossa Senhora do Desterro é comemorada em Agrestina como o ponto alto do calendário anual de eventos. Festa tradicional, tem a força de propiciar "reencontro dos filhos da terra" e dos munícipes de modo geral, vez que , independente do dia, a data 02 de fevereiro é mantida desde sua origem.
O feriado é esperado ansiosamente e o ar da cidade já dá o toque de alegria e festa.
As festividades têm seu aspecto sacro e profano, harmoniosamente vividos, da missa a procissão aos bailes, retretas e shows artísticos dos mais diversos. A população a tudo vêem e participa intensamente.
O evento originou-se no Sítio Cachoeira município de Agrestina, no dia 02 de fevereiro de 1922, quando os moradores se reuniram em procissão junto à imagem da santa, pertencente ao agricultor Pedro Antônio da Silva, em agredecimento às graças alcançadas. A notícia dos milagres espalhou-se pela região, e um número cada vez maior de fiéis, passou a venerar a imagem e a participar da procissão, sempre na mesma data.
No início do segundo semestre de 1928, quando o atual município de Agrestina, chamava-se Vila Bebedouro, pertencente ao município de Altinho, o Padre Manoel de Andrade Lima com o apoio do Bispo Dom Miguel de Lima Valverde e de pessoas influentes na política, alegando falta de respeito pelo culto, transferiu a festa para a Igreja de Santo Antônio, atual Matriz. A população do Sítio Cachoeira resitiu à transferência, foi moldada uma réplica e as duas festas, passaram a acontecer. Uma na cidade em 02 de fevereiro e a outra, dias após no Sítio Cachoeira. Hoje não se sabe ao certo, qual das imagens é a verdadeira. Após a tranferência, a primeira festa na cidade de Bebedouro, aconteceu em 02 de fevereiro de 1929.
Em 25 de dezembro de 1972, a filha de seu Pedro Antônio, Maria Ágda da Silva (Donzinha), acompanhada de Cícero Soares da Silva (Cícero Rouco), levou a suposta réplica da imagem, para o Sítio Barra do Riachão de Agrestina. A primeira festa nesse lugarejo, foi realizada em 06 de fevereiro de 1973 e até os dias atuais, o evento acontece em meados de fevereiro.
Entre os dias 25 de janeiro a 02 de fevereiro, Agrestina realiza uma das maiores manifestações do Agreste pernambucano. Os devotos vêm de toda parte de Pernambuco e de outros estados. Milhares de fiéis visitam a cidade e acompanham a procissão num percurso de 5,5 km para pagar as promessas das graças alcançadas.
A programação artística, é coordenada pela Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Esportes, do dia 31 de janeiro a 02 de fevereiro, com retretas e shows culturais e artísticos.
Com a quantidade de pessoas, o evento impulsiona o turismo, sem descaracterizar o aspecto de "festa do interior", valorizando ainda a feira de bolo e do alfinin (doce caseiro feito basicamente com açúcar, água, limão e goma de mandioca para moldar).
O município não dispõe de uma rede hoteleira. Possui apenas, pousadas. Mas, pela proximidade da cidade de Caruaru, distante apenas 18km e por ter fácil acesso, todos os anos o evento recebe aproximadamente 30 mil visitantes.
Fontes:
Prefeitura de Agrestina
Mª do Carmo Tavares dos Santos

CULTURA VIVA

O Programa Cultura Viva foi criado em Março de 2005, pelo atual Governo Municipal, um mês antes do Governo Federal criar um programa com um nome semelhante. Coordenado por Josenildo Santos e Roberta Kelma, tem como objetivo resgatar e valorizar as crenças, costumes e valores locais. Denvolvendo atividades de teatro, música, dança, cinema e artes plásticas, proporciona aos agrestinenses, acesso ao lazer sócio-cultural, que contribui para o crescimento e formação dos cidadãos. A Prefeitura de Agrestina, matém o grupo de teatro Arte & Vida dirigido pela atriz e produtora Maria Alves, o grupo de dança Viva Pernambuco coordenado pelo professor e coreógrafo Mílvio Leite e a banda sinfônica Pulquério José de Sousa regida pelo maestro Josenilson Silva. Além dessas atividades, realiza eventos religiosos, profanos, esportivos e culturais como:
Festa de Nossa Senhora do Desterro - Madroeira da cidade, de 25 de janeiro a 02 de fevereiro;
Festival do Trabalhador no dia 1º de maio;
São João é bom na roça de 12 a 29 de junho;
Festival de Verso e Viola no 2º domingo de julho;
Semana do Folclore em agosto;
Emancipação Política no dia 11 de setembro;
Dia das Crianças em outubro;
Encontro Cultural em novembro (data móvel);
Natal em Família de 21 a 31 de dezembro.
O acesso é gratuito, viabilizando a toda população, uma integração com sua própria identidade.

21 setembro 2006

Centro de Convivência para a melhor idade

A melhor idade de Agrestina, ganhou um centro de convivência, um ambiente acolhedor para as pessoas que na maioria das vezes ficavam ociosas sem terem um espaço para o lazer, cultura e troca de experiência. O Centro de Convivência do Idoso - CCI, realiza diversas atividades como jogos, música, danças, ginástica e recreação, além de atendimento médico-psicológico e trabalhos artesanais.
A melhor idade de Agrestina é bi-campeã nos Jogos Solidários do Agreste, realizado anualmente na cidade de Caruaru -PE.

Centro de Vocação Tecnológico vai gerar empregos em Agrestina

Situada no Agreste pernambucano, Agrestina constitui-se pela sua localização geográfica privilegiada que interliga ao importante pólo comercial de confecção da região.
A cada dia cresce no município, o número de pequenas fábricas, tornando-se uma atividade geradora de emprego e renda. Nesse contexto, soma-se as dificuldades de mão-de-obra qualificada, um grande entrave para o crescimento e desenvolvimento dos micro empreendimentos do setor de confecção em Agrestina.
Foi pensando nessa deficiência que o Governo Municipal, buscou recursos junto ao Ministério da Ciência e Tecnologia, para construir e equipar o Centro de Vocação Tecnológico - CVT. O prédio foi construído as margens da BR 104 e tem como objetivo a promoção e a inclusão social da população local, possibilitando a formação e treinamento para o setor de confecção.
Com a disponibilidade de mão-de-obra qualificada nas áreas de estilismo, costura, modelagem, mecânica de manutenção de máquinas e outros, estimulará a criação de novas confecções, como também, fortalecerá as que já estão instaladas. Os cursos serão ministrados pelo SENAI. A cidade tem hoje 50 confecções, onde geram aproximadamente 200 empregos com uma produção mensal de 1.300 peças.

Turismo é cultura em Agrestina

As crianças e adolescentes de Agrestina estão desbravando as matas e serras das vizinhanças da cidade para realizar o mapeamento cultural do município. A atividade foi integrada ao projeto pedagógico de identificar o potencial turístico da região, desenvolvido pela equipe local do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil -PETI, e que tinha como objetivo inicial promover excursões e passeios com pela zona rural para que, em contato com a natureza, aprendessem sobre a história e a geografia do município.
Assim, durante os meses de março e abril, os meninos e meninas conheceram a produção artesanal na Vila de Santa Tereza, dançaram a tradicional Mazuca no Sítio Brejinho de Cajarana, percorreram as trilhas da Vila Pé-de-Serra do Mendes e entrevistaram seu Téo, um ex-combatente da II Guerra que mora no Sítio Serra do Jardim.
Agrestina tem 21.516 habitantes e está localizada no Agreste Central de Pernambuco. Distante 18 km de Caruaru e 154 do Recife. O acesso a cidade é pela BR 104 e pelas PEs 120 e 149.